Black Friday é a nova promoção com descontos de liquidação para o final do ano

Já tem gente pensando até em comprar iPhone 7 na Black Friday 2017, quem é das antigas sabe que esse é só um nome chique para as tradicionais liquidações de queima de estoque de final de ano, tem muitas lojas online confiáveis que oferecem descontos reais em produtos populares, mas o consumidor deve ficar esperto para não acabar caindo em furadas, onde o que parecia muito barato, pode acabar custando caro e levar a muitos problemas.

Economia
1 ano atrás
Black Friday é a nova promoção com descontos de liquidação para o final do ano

Dicas para aproveitar a Black Friday

  • Quando a esmola é demais, desconfie: Acreditar que um celular de mais de mil reias esteja por R$300 é ingenuidade, nesta data você deve optar por descontos que façam sentido, por mais que seja uma época de promoção, nunca a loja terá prejuízo;
  • Compre apenas em lojas online confiáveis: Esta não é uma época para arriscar seu dinheiro em um site de compras desconhecido, aproveite para comprar em lojas que você já confia e acredita que vão honrar com seus descontos e data de entrega;
  • Procure por quem já comprou: Você já checou e a oferta parece válida, a loja é confiável, agora é hora de saber o porque aquele produto está com descontos tão grandes,
    vale a pena pesquisar sobre ele em sites como o Reclame Aqui, não vale a pena pagar barato em um produto que logo dará problemas;
  • Segure o cartão de crédito: É normal querer sair comprando tudo na Black Friday, são tantas ofertas incríveis que a gente tem vontade de comprar o que vê pela frente,
    mas é importante neste momento se segurar e comprar aquilo que realmente precisa, afinal de contas ninguém quer ficar endividado.

Black Friday

No dia 24 de novembro, sexta-feira, acontecerá uma das maiores datas para o varejo no Brasil, o Black Friday 2017, são milhares de ofertas disponibilizadas para limpar o estoque das lojas, principalmente de sites de compras que utilizam esta data para alavancar as vendas.

Celulares e smartphones representaram 25% das vendas da Black Friday, é isso que mostra monitoramento da Ebit, empresa referência em informações sobre o varejo eletrônico brasileiro. O segundo balanço parcial divulgado pela empresa nesta sexta-feira (25) aponta para vendas gerais de R$1,1 bilhão no mesmo período.

“Os celulares hoje em dia têm funcionalidade que vão muito além do telefone. Para muitas pessoas, o dispositivo móvel já substitui os computadores. Atualmente, a evolução tecnológica permite que até os celulares de ticket médio mais baixo ofereçam um alto grau de conectividade, isso promove a inclusão digital de boa parte da população, que está adquirindo um smartphone pela primeira vez”, aponta Pedro Guasti, CEO da Ebit.

Consumidores empolgados

Pesquisa realizada pelo Zoom, site e app comparador de preços e produtos, com 15 mil pessoas, aponta que, mesmo com o cenário econômico instável, a maioria das pessoas (52%) pretende gastar mais de R$ 1.000 na Black Friday 2017. Em comparação ao levantamento do ano passado, esse número cresceu dois pontos percentuais. Além disso, o evento ainda é considerado uma boa oportunidade para os consumidores economizarem nos presentes de natal: 67% dos entrevistados pretendem aproveitar a Black Friday para antecipar as compras.

Além disso, mais uma vez, o resultado aponta para os smartphones como os líderes de vendas da Black Friday 2017. O levantamento identificou que 56% gostariam de comprar smartphones no evento, 10% a mais que no ano passado. Entre os smartphones, o Moto G5, da Motorola, é o modelo mais visado, com 27% das intenções de compra, seguido de perto pelo Samsung Galaxy J7 Prime, que possui 26%.

No que se refere ao comportamento do consumidor no momento das compras, 83% acredita que os descontos na Black Friday são melhores em lojas online do que nas lojas físicas. No entanto, apesar de 62% das intenções de compra estarem direcionadas ao e-commerce, uma parcela significativa (37%) dos entrevistados também considera as lojas físicas como uma boa opção.

“Com o passar dos anos, o evento no Brasil tem amadurecido e conquistado, cada vez mais, a confiança dos consumidores. Segundo a nossa pesquisa, 81% dos entrevistados acreditam que o produto adquirido na Black Friday vai ser entregue dentro do prazo estabelecido. Além disso, a maioria (56%) encontrou descontos significativos na Black Friday do ano passado, o que mostra que a data já está mais consolidada também entre os varejistas. Apesar do momento de crise ainda ser uma realidade no País, o evento pode ser a oportunidade para os brasileiros comprarem os produtos que precisam com melhores preços”, analisa Thiago Flores, diretor executivo do Zoom.

Fusne

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em comprar online. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e tristezas nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe... Leia Mais

Vamos Bater um Papo?